Share it

domingo, 22 de janeiro de 2012

A reação em Pinheirinho


É um conhecido principio da dialética a transformação da quantidade em qualidade, quando processo cumulativos transcendem um ponto de limiar e ganham natureza diferente. São desenvolvimentos que ocorrem regularmente na natureza e também estão na origem de fenômenos sociais.

O que se vê acontecendo na comunidade de Pinheirinho, na região da cidade paulista de São José dos Campos, é exatamente a passagem de um a outro estado de coisas. Desassista por décadas nas necessidades por moradia, a população pobre desde há muito optou por invasões de terrenos urbanos, sobre os quais pendem demandas judiciais, para constituir comunidades.

De modo recorrente as autoridades públicas, ao invés de optar pela desapropriação dessas áreas e implantar programas de assentamento que beneficiem os moradores, optam por expulsá-los a força mediante decisões judiciais que contemplam uma das partes envolvidas no litígio pela posse do terreno.

De tanto ir `a fonte com essa prática antissocial de conduta o estado produziu um novo padrão de ação reativa por parte das comunidades atingidas, que potencializou o risco da ocorrência de mortes em função do forte preparo e organização dessas últimas ao ataque inevitável.

E a comunidade de Pinheirinho representa o marco mais aparente dessa nova categoria de resposta política `a violência de estado. Daqui para frente as autoridades encasteladas em palácios e tribunais, empunhando ainda canetas de ouro para assinar decisões, terão de confrontar-se com as consequências de seus atos.

Haverá doravante mortes de ambos os lados, dos agentes de estado e das comunidades ameaçadas pela violência, e os resultados eleitorais serão debitados `a conta dos que empenham armas quando deveriam propor soluções. 


3 comentários:

  1. Apesar da lei, do Poder e das sentenças dos juízes, eu creio na Justiça!

    Não os perdoem: eles sabem o que fazem!

    Ao povo do Pinheirinho!
    Gerivaldo Neiva *

    Para o governador, a culpa é da Justiça.
    Para toda imprensa, a Justiça determinou, mandou, decidiu, despejou...
    Para o Juiz que assinou a ordem, cumpriu-se a Lei e basta: Dura lex sede lex!
    Para catedráticos cheirando a mofo, o Estado de Direito triunfou!
    Para o Coronel que comandou, ordens são ordens!
    Para o soldado que marchou sobre os iguais, idem!

    Ei, Justiça, cadê você que não responde e aceita impassível tantos absurdos?
    Não percebes o que estão fazendo com teu nome santo?
    Em teu nome, atiram, ferem, tiram a casa e roubam os sonhos e nada dizes?
    Tira esta venda, vai!
    Veja o que estão fazendo em teu nome! Revolte-se!
    E o pior dos absurdos: estão dizendo teus os atos do Juiz e do Poder que ele
    representa!
    Vais continuar impassível?
    E mais absurdos: estão te transformando em merdas de leis.
    Acorda, vai?
    Chama o povo, chama o Direito das ruas e todos os oprimidos do mundo e brada bem
    alto:

    - Não blasfemem mais com meu nome! Não sou o arbítrio e nem a ganância! Não sou violenta, nem cínica e nem hipócrita? Não sou o poder, nem leis, nem sentenças e nem acórdãos de merda!

    Diz mais, vai! Brada mais alto ainda:

    - Eu sou o sonho, sou a utopia, sou o justo, sou a força que alimenta a vida, sou pão, sou emprego, sou moradia digna, sou educação de qualidade, sou saúde para todos, sou meio ambiente equilibrado, sou cultura, sou alegria, sou prazer, sou liberdade, sou a esperança de uma sociedade livre, justa e solidária e de uma nação fundada na cidadania e dignidade da pessoa humana.

    Diz mais, vai! Conforta-nos:

    - Creiam em mim. Um dia ainda estaremos juntos. Deixarei de ser o horizonte inatingível para reinar no meio de vós! Creiam em mim. Apesar da lei, do Poder Judiciário e das sentenças dos juízes, creiam em mim e não perdoem jamais os que matam e roubam os sonhos em meu nome, pois eles sabem o que fazem!

    * Juiz de Direito (Ba), membro da Associação Juízes para a Democracia (AJD)

    http://www.gerivaldoneiva.com/2012/01/apesar-da-lei-do-poder-e-das-sentencas.html

    ResponderExcluir
  2. Seis vão mudar esse pais Seis tão satisfeitos Seis não achão que pode ser bem melhor eh eh eh eh jovens brasileiros e de Pinheirinhos SP vamos pedir o Impitimam da Presidente Dilma Rousseff vai embora Dilma ninguém te aguenta mais.

    ResponderExcluir
  3. Não adianta porque eu nao vou parar tem zilhões de sites na internet pra postar comentarios então
    Fora à ditadura do PT.
    Eu moro a 40 km de Brasilia e estou vendo tudo que esses Deputados safados tão fazendo e a convardia em pinheirinhos
    fecha aspas
    envie esse comentario para o SBT.

    ResponderExcluir